União Europeia poderá penalizar câmara de Amares por obra da EB 2/3

A União Europeia notificou a câmara de Amares por causa das obras na EB 2/3, num processo que poderá culminar na devolução de até 570 mil euros. Em causa está o concurso que levou à instalação de contentores para a realização das aulas aquando das obras de requalificação da escola.

O caso foi espoletado pelo Vereador do PS, Pedro Costa que questionou a autarquia sobre o assunto. O presidente da câmara lembrou que “a obra foi auditada e fechada pelo estado português sem que nada tivesse sido detetado”. Manuel Moreira explicou que “a União Europeia considera que o concurso dos contentores deveria estar integrado no concurso de requalificação da EB 2/3”.

Segundo o autarca e com o apoio de técnicos do estado português está a ser “feita a contestação ao relatório da União Europeia”. Ao ‘Terras do Homem’, Moreira diz “estar a aguardar pelo desfecho do caso” e espera” não ter que devolver nenhuma verba”. O autarca não deixa de estranhar que “estando tudo validado, auditado e fechado pelo Estado português surja agora esta questão”.

One thought on “União Europeia poderá penalizar câmara de Amares por obra da EB 2/3

  • 13/07/2021 em 20:50
    Permalink

    As obras realizadas na Escola EB 2,3 têm tantas lacunas e situações hilariantes que dá para perguntar – quem foram os “técnicos” (não falo em engenheiros ou arquitetos!) que elaboraram o projeto e caderno de encargos!? Eram da autarquia?! Qual foi o papel da DGEstE e dos técnicos do Ministério da Educação nesta obra/processo!? E o descalabro financeiro da obra?! Quem responde por tudo isto?! Enfim…

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *