Em final de mandato executivo municipal de Amares despede-se do Vice-Presidente

A última reunião do executivo municipal de Amares, antes das eleições, ficou inicialmente marcada pela despedida do Vice-Presidente, Isidro Araújo. O também Vereador da Cultura vai-se retirar da política ativa, após as eleições autárquicas e fez questão de agradecer o tempo que esteve no executivo: “foi um prazer e um gosto trabalhar com este executivo, sobretudo das pessoas da coligação ‘Juntos por Amares’ com quem estive mais próximo”.

Ao “estilo mais acutilante” do Vereador do PS, Pedro Costa, contrapôs-se “postura mais ‘low-profile’” do vereador independente, Emanuel Magalhães, o Vice-Presidente realçou a forma “digna e correta como as reuniões do executivo, mesmo aquelas que evidenciaram as nossas diferenças”.

Para Pedro Costa, “apesar de ter feito um caminho que não é o meu nem o faria”, Isidro Araújo “tem uma visão estratégica” para o concelho e “é bom Amares ter um político como o senhor e digo isto sem qualquer hipocrisia”.
Emanuel Magalhães salientou o papel de Isidro Araújo no executivo: “com o que a vida ainda lhe reserva não o queremos vê-lo longe daqui porque a sua experiência faz falta a Amares”.

Antes, o presidente da autarquia tinha feito um balanço do mandato que “apesar de algumas divergências, foi um prazer trabalhar com todos, fizemos o nosso melhor pelos amarenses procurando dar resposta aos seus problemas”, salientando a “honestidade e empenho” como marcas do executivo.

Pedro Costa aproveitou para dizer que “dei o meu melhor, assumi as posições que achei que eram as melhores convencido que era 101% as melhores para o concelho. Reconheço que errei em algumas situações”. O Vereador do PS deixou ainda a garantia que “no dia em que me encolher vou-me embora”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *