Comunidade de Leitores rede Casas do Conhecimento destacou Antonio Muñoz Molina

A Comunidade de Leitores da Rede Casas do Conhecimento, no seu 22ª encontro, fomentou a leitura do livro “Como a Sombra que Passa”, de Antonio Muñoz Molina.

Numa sessão promovida pela Casa do Conhecimento de Boticas e dinamizada por Vladimiro Nunes, tradutor, jornalista e editor, assistiu-se à partilha de um relato sobre a sua insólita relação com este livro e com o escritor Antonio Muñoz Molina.

O livro definiu-o como “magnificamente escrito e magnificamente estruturado”, uma porta para despertar “o interesse dos leitores pelo resto da obra de Molina”. Teceu considerações sobre as três narrativas presentes no livro, o ritmo da narrativa, o ritmo da linguagem, o equilíbrio e sintonia entre todas estas partes. Na sua opinião “um bom livro deve alcançar três esferas, a história, o pensamento e a linguagem, sendo ‘Como a Sombra que Passa’ um excelente exemplar”.

Para alguns dos leitores desta Comunidade o livro e o escritor foram “uma admirável descoberta”, para outros “uma admiração já reconhecida” e para os que não tiveram a oportunidade de o ler um despertar de um interesse.

A Comunidade de Leitores Rede Casas do Conhecimento é uma iniciativa conjunta dos Serviços de Documentação, Bibliotecas e Casa do Conhecimento da Universidade do Minho, da Casa do Conhecimento de Boticas, da Casa do Conhecimento de Montalegre, da Casa do Conhecimento de Paredes de Coura, da Casa do Conhecimento de Vila Verde, esta última em colaboração com a Biblioteca Professor Machado Vilela.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *