Minho

CIM Alto Minho participou na primeira reunião de parceria do projeto europeu para redução de desperdício alimentar

Na cidade de Sofia, Bulgária, decorreu a primeira reunião técnica do projeto CIBUS – Cutting food loss and waste in Europe, um projeto financiado pelo programa Interreg Europe, que tem como objetivo principal a redução da perda e do desperdício de alimentos em toda a Europa. Para além da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) são parceiros do projeto a BAMEE – Associação Búlgara de Especialistas Ambientais Municipais (Bulgária), a ANEL – Agência de Desenvolvimento de Nicósia (Chipre), o Município de Vejle (Dinamarca), a Câmara Municipal de Maramures (Roménia), o Conselho Regional de Häme (Finlândia), a Universidade de Ciências Aplicadas de Häme (Finlândia), o Conselho do Condado de Galway (Irlanda) e a cidade de Liège (Bélgica).

O encontro reuniu a equipa técnica dos parceiros do projeto e stakeholders locais para uma discussão sobre os fatores que contribuem para a perda e o desperdício de alimentos ao longo da cadeia de produção e suprimento, níveis de inovação nas medidas de prevenção, e necessidades políticas, práticas, financeiras e de capacitação. O Instituto Politécnico de Viana do Castelo, participou nesta iniciativa, na qualidade de stakeholder da CIM Alto Minho.

Das várias apresentações efetuadas destacam-se do Ministério do Ambiente de Chipre, que apresentou as recomendações da Plataforma da EU sobre perdas e desperdício de alimentos; e do Ministério do Ambiente e Água da Bulgária, que detalhou o subprograma para a prevenção do desperdício de alimentos.

Seguiu-se uma sessão dedicada às soluções existentes na Bulgária, com temas como a plataforma TIC para redução de perda/desperdício de alimentos, apresentada pela empresa FoodObox Ltd; a gestão de resíduos alimentares em Sofia, apresentada pela empresa metropolitana de tratamento de resíduos; e os modelos e razões para a geração de resíduos alimentares no setor de refeições fora de casa, apresentados pela da Universidade Nacional de Economia Mundial.

À tarde, um workshop permitiu a troca de informações preliminares entre os parceiros sobre fatores contributivos, níveis de inovação e necessidades diversas para a prevenção da perda e desperdício de alimentos.

O segundo dia foi dedicado a visitas de estudo, começando com uma visita à Planta de Tratamento Mecânico e Biológico de Sofia, seguindo-se uma visita ao restaurante Blagichka – Zero Waste, um estabelecimento exemplar na gestão de desperdício zero.

O encontro proporcionou a troca de conhecimento e experiências, fomentando a colaboração entre os parceiros do projeto CIBUS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *