Câmara de Amares com autorização para remover amianto da Secundária

O Ministério da Educação e a Câmara de Amares já assinaram o protocolo para as obras de remoção do amianto na Escola Secundária. O processo passa agora a ser gerido pela autarquia que terá que avançar com o concurso público para a sua concretização.

O presidente da Câmara, Manuel Moreira, disse, ao ‘Terras do Homem’, que o processo ainda está no início e não há prazo para a realização das obras: “vamos agora fazer o levantamento das áreas onde há amianto, proceder ao projeto e elaborar o caderno de encargos”.

Por isso, o prazo para começar a remoção não está definido. No entanto, um dos aspetos que está protocolado prende-se com a inclusão do Agrupamento de Escolas de Amares em todo o processo, nomeadamente, na indicação da melhor altura para a realização dos trabalhos “porque não podem interferir com o normal decurso das aulas”.

Segundo o que o ‘Terras do Homem’ apurou, nesta altura, só o bloco central tem placas de amianto. Esta zona engloba a direção, o polivalente e o refeitório. Há ainda uma pequena área onde estão a papelaria, a associação de estudantes e a sala para alunos com necessidades especiais que, também, tem placas de fibrocimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *