MP acusa espectador por insultos racistas a jogador de futebol em Vizela

O Ministério Público (MP) acusou um homem de ter dirigido insultos raciais a um jogador de futebol, em Vizela, chamando-lhe “preto” e “macaco”, e instando-o a que fosse para África e a que comesse bananas.

Em nota hoje publicada na sua página, a Procuradoria-Geral Regional do Porto refere que o arguido está acusado de um crime de discriminação e incitamento ao ódio e à violência.

Na acusação, o MP defendeu que ao arguido seja aplicada também a sanção acessória de interdição de acesso a recintos desportivos.

Os factos remontam a 18 de março de 2018, no Estádio do FC Vizela, distrito de Braga, durante um jogo entre a equipa da casa e a AD Fafe Sad, a contar para o Campeonato de Portugal, série A.

Segundo o MP, por ocasião da substituição de um jogador da AD Fafe Sad, o arguido desceu três degraus da bancada em se encontrava a assistir ao jogo e dirigiu ao referido atleta “insultos fundados na sua raça e cor da pele”, nomeadamente “preto” e “macaco”, e instou-o a que fosse para África e a que fosse comer bananas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *