Braga dá continuidade à rede de proximidade implementada através do projeto Red May

O Município de Braga irá investir na continuidade da rede de proximidade implementada através do projeto Red May. O anúncio foi efetuado por Sameiro Araújo, vice-presidente do Município de Braga, durante a sessão da “Jornada Técnica”, realizada no âmbito deste projecto.

“Os resultados da implementação do Red May atingiram um nível tão fundamental para a população idosa que o Município, apesar do financiamento comunitário ao projeto ter culminado, irá manter a rede de proximidade suportando o financiamento associado. Do trabalho desenvolvido nas freguesias do Concelho no final do ano 2020 e início de 2021, mesmo assumindo as interrupções referentes aos meses de confinamento, os resultados falam por si no que concerne à necessidade dos serviços proporcionados por esta rede”, disse, adiantando que no espaço temporal elencado foram alcançadas 1133 pessoas e realizaram-se 2255 atendimentos.

“Os números validam e mostram a necessidade do investimento do Município de Braga na continuidade deste projeto de proximidade com a população do Concelho”, referiu Sameiro Araújo, salientando a importância da prevenção e tratamento da saúde mental ser encarada como uma prioridade numa sociedade onde ainda carecem este tipo de apoios.

A rede de proximidade social e de saúde permitiu desenvolver nas freguesias do Concelho ações de sensibilização e informação, visitas domiciliárias, sessões de artes plásticas e leitura para o estímulo mental das pessoas idosas. Foram prestados serviços de enfermagem, neuropsicologia e psicomotricidade. De salientar que também foi explorada a vertente digital com programas de fomento da inclusão digital.

O principal fator diferenciador do projeto foi o fácil acesso às várias especialidades. O facto dos serviços se encontrarem disponíveis através de uma rede de proximidade permitiu à população abrangida um acesso mais fluido e simples a várias respostas. Esta facilidade de contacto entre técnicos e população verificou-se imperativa na promoção da melhoria da qualidade de vida das pessoas mais idosas.

A sessão da “Jornada Técnica” contou ainda com um vasto painel de convidados especializados em áreas associadas ao envelhecimento, tais como Luis Miguel Vasquez Carreira (vice-diretor geral para a promoção da autonomia pessoal e prevenção da dependência – Junta da Galiza), Manuel Fernández Iglesias (Professor da Universidade de Vigo), Pedro Morgado (Professor da Universidade do Minho) ou Carla Faria (Professora adjunta e coordenadora do Mestrado em Gerontologia Social do IPVC).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *